Terça-feira, 3 de Abril de 2007

Bebé Balança!!!

 

23 de Setembro a 22 de Outubro

Balança

Encantador, racional, diplomata, justo, indeciso
 
O bebé Balança já nasce «bem-educado», diz quem o conhece de perto. Fica-se extasiado com as suas boas maneiras, o seu eterno sorriso a iluminar o berço, o quarto inteiro e toda a casa. Não há quem resista ao seu encanto e simpatia, aos seus modos doces, aos seus olhos confiantes. Dito isto, não é difícil perceber que as crianças nascidas em Balança agradem, sem esforço, a toda a gente, o que aliás é um dos seus objectivos principais, se bem que inconsciente.
Em traços largos, e se não houver grandes dissonâncias no seu mapa astral, é justamente o que define a essência de Balança: fazer-se amar por quantos o conhecem, já que adora ser popular e ter «milhares» de amigos. Como qualquer signo de Ar que se preze, os Balanças não têm, à partida, dificuldades em aprender, são racionais e mexem-se à vontade no mundo da lógica. Gostam que lhes expliquem o «porquê» das coisas. Dir-se-ia que possuem um talento natural para lidar com as dificuldades e a hostilidade do mundo, sem perderem a serenidade e o espírito lógico. Têm a espantosa capacidade de considerar os problemas em todas as suas vertentes, observá-los de vários ângulos e perspectivas e começam a fazê-lo desde cedo. São diplomatas e excelentes estrategas. Um sentido inato de justiça acompanha-os pela vida fora, até à idade adulta.
Não suportam injustiças e procuram que todos beneficiem de um tratamento justo, uma coisa tão essencial como respirar. Aliás, a ideia de «respirar» é cem por cento Balança. De natureza «aérea», precisam de ar puro como de pão para a boca. Alimentam-se do «ar» que respiram fora de casa, de preferência em grandes espaços abertos, no bosque ou nas montanhas. Se tiverem vários planetas em signos de Água na sua carta astral, os passeios à beira-mar serão benéficos e estimulantes para o seu bem-estar e para a sua imaginação. A dualidade é outro dos traços marcantes no seu carácter. Como gostam de ser aceites e têm a preocupação em contentar tudo e todos, procuram considerar todos os aspectos de uma questão de forma a não prejudicar ninguém. Esta característica leva-os, por vezes, a serem evasivos, a não gostarem de se comprometer e a hesitarem permanentemente entre duas posições a tomar. Têm, repetimos, um grande sentido estético. Gostam de se ver rodeados de objectos bonitos e sentem-se felizes num ambiente tranquilo e harmonioso, em que estejam perfeitamente à vontade para demonstrar os sentimentos de afecto que guardam no coração.

 

  • Nada mais importante para o pequeno Balança do que a amizade. E, justamente, porque é crédulo e bem intencionado, é fundamental ajudá-lo a escolher os amigos cuidadosamente. Corre o risco de se desiludir porque se entrega aos outros de alma e coração e porque acredita nos grandes princípios e nas boas intenções alheias. Faça-o compreender, de uma forma tão branda e suave quanto possível, que no mundo não existe só o bem, que todos temos um lado mais escuro e até agressivo e que ambos fazem parte de nós. Leve ainda em conta o facto de as crianças Balança serem bastante influenciáveis, não deixando que sacrifiquem os seus princípios para agradar a gregos e troianos.

     

     

  • Ao disciplinar o seu filho Balança, faça-o de uma forma serena, lógica e racional. Ele compreenderá facilmente as regras se lhe forem ensinadas com tacto e justiça, apelando ao seu bom senso e capacidade de discernimento, qualidades que naturalmente possui. Peça-lhe a sua cooperação na resolução de qualquer problema que possa surgir, converse com ele, leve em conta a sua opinião e ceda aos seus pedidos, sempre que possível. Suporta mal que o tratem com agressividade.

     

     

  • Como todos os signos de Ar, as crianças Balança precisam de respirar. Suportam mal viverem fechadas dentro de casa. Sempre que possa, faça grandes passeios pelo campo com o seu filho ou filha Balança, acompanhe-o em desportos suaves ao ar livre, piqueniques debaixo das árvores e longos dias na praia. No Inverno, não deixe que o frio o impeça de sair de casa. Um fim-de-semana inteiro passado entre quatro paredes entristece-o e torna-o melancólico.

     

     

  • Se há coisa que uma criança Balança não suporta é que a obriguem a tomar decisões sob pressão e a fazer seja o que for numa correria. Não a apresse sob nenhum pretexto., mesmo que esteja atrasada para chegar à escola, mesmo que o jantar arrefeça na mesa. Se é do tipo nervoso, e muitas vezes é o caso, um pequeno Balança precisa de tempo para encontrar o seu próprio equilíbrio e de um ritmo que lhe permita encontrar a solução ideal para um determinado problema.

  • Se tem um filho Balança:
    sinto-me: com saudades do meu bebé
    publicado por tartaruga às 10:14
    link do post | comentar | favorito
    |

    .mais sobre mim

    .pesquisar

     

    .Junho 2012

    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab
    1
    2
    3
    4
    5
    6
    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13
    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20
    21
    23
    24
    25
    26
    27
    28
    29
    30

    .posts recentes

    . de volta

    . O patareco mais novo...

    . É ou não é um doce?!?!?!

    . T&T

    . Das férias...

    . Fuffiii

    . Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!...

    . Tiaguices...

    . ...

    . ai ai!!!!

    .arquivos

    . Junho 2012

    . Julho 2010

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Abril 2008

    . Fevereiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Novembro 2007

    . Outubro 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Setembro 2006

    . Agosto 2006

    . Julho 2006

    . Junho 2006

    . Maio 2006

    . Abril 2006

    . Março 2006

    .tags

    . todas as tags

    .links

    blogs SAPO

    .subscrever feeds